E que tal se colaborássemos?

A complexidade e a fragmentação dos nossos dias exigem a capacidade de responder através da colaboração interorganizacional. Só as redes colaborativas, capazes de gerar governação integrada, multinível e multissetorial, poderão ter maior eficácia e maior eficiência na gestão de problemas complexos. Mas colaborar não é fácil. “Silos” e “egos”, ou a repartição de poder e de orçamento, são obstáculos sempre presentes. Ainda assim, importa desafiar os cidadãos, as cidadãs e as organizações para essa dinâmica. Integrada na preparação do Ano Nacional da Colaboração (2019), esta Conferência visa promover um espaço de reflexão e partilha entre profissionais, académicos e políticos, para a promoção de uma cultura organizacional de colaboração.

Descarregar o Programa

30 Janeiro - 09h00

Sessão de Abertura

  • Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa
  • Rui Marques, Coordenador do Forum para a Governação Integrada (Forum GovInt)
9:15

Sessão plenária I

“E que tal se colaborássemos?… para enfrentar velhos e novos desafios”

A atualidade informativa dos últimos meses evidenciou, com grande destaque, alguns problemas complexos, de gestão muito difícil. Em todos eles, resulta claro que falharam os mecanismos de colaboração que poderiam ter evitado ou minimizado os efeitos negativos. Coloca-se, pois, o desafio de refletir sobre como a governação integrada, baseada em redes colaborativas, pode contribuir para uma abordagem mais eficaz a estas problemáticas (incêndios florestais, terrorismo internacional, alterações climáticas, crises migratórias, …).

Moderadora
  • Leonete Botelho Pereira, Jornalista do Jornal Público
Painel de Comentadores
  • Francisco Ferreira, Presidente da Associação Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável – A questão das alterações climáticas
  • João Guerreiro, Presidente da Comissão Técnica Independente – A questão dos incêndios
  • João Peixoto, Professor Catedrático no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG/ULisboa) – A questão das migrações
10:30
11h00

Sessão plenária II

“E que tal se colaborássemos? A perspetiva multinível/multiescala”

Uma das perspetivas das abordagens colaborativas é pensar a partir do nível local, do regional, do nacional e do europeu, de uma forma integrada e coerente. Como alcançar esse objetivo? Como se repercutiria na eficácia e eficiência das políticas públicas uma maior colaboração entre diferentes níveis? O que deve caber a cada nível? Como se devem articular?

Intervenção Inicial
  • Dorothée Allain-Dupré, Chefe de Unidade no Centre for Entrepreneurship (CFE - OCDE)
Moderador
  • João Ferrão, Investigador Coordenador no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS – ULisboa)
Painel de Comentadores
  • Ana Abrunhosa, Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR Centro)
  • António Correia de Campos, Presidente do Conselho Económico e Social
  • Filipe Almeida, Presidente da Iniciativa Portugal Inovação Social
  • Teresa Fragoso, Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG)
  • Telma Guerreiro, Vereadora da Câmara Municipal de Odemira
14h30

Perspetivas e Desafios para o Ano Nacional da Colaboração - 2019

Intervenção

Eduardo Cabrita, Ministro da Administração Interna

15h00

Sessão plenária III

“E que tal se colaborássemos? Os desafios da inovação social e da medição de impacto”

A inovação social tem beneficiado fortemente das dinâmicas colaborativas capazes de encontrar novas soluções para desafios de sempre. Porém, a colaboração entre vários atores, buscando impacto coletivo, coloca grandes desafios à avaliação de impacto. Como fazer? Que métricas usar? O que importa medir?

Moderadora
  • Cristina Parente, Socióloga; Professora na Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Keynote Speaker
  • Mercedes Valcárcel, Diretora Geral da Fundação Tomillo; Doutorada em Ciências Económicas e Empresarias (Espanha)

“E que tal se confiássemos? Construir capital social”

É reconhecido que para desenvolver mecanismos colaborativos é preciso entender o que se pretende alcançar. E a Confiança surge como condição essencial para que se possam desenvolver ações colaborativas e para desenvolver capital social. Como desenvolver relações de confiança? Que determinantes são essenciais?

Keynote Speaker
  • Xabier Barandiaran Irastorza, Professor na Universidade de Deusto (Espanha)
16h15

Sessão plenária IV

“E que tal se colaborássemos? O que aprendemos com o Forum GovInt”

O que aprendemos no trajeto do Forum para a Governação Integrada, a propósito dos desafios ao nível da liderança, da participação/abordagens colaborativas e da avaliação. Que modelo de liderança colaborativa? Que desafios à participação em abordagens colaborativas? Que avanços nos modelos de avaliação? E como se aplicam estes princípios à proteção de crianças e jovens? E à prevenção da violência doméstica? E à gestão do ruído? E ao envelhecimento ativo? E ao desemprego e exclusão social? ...

Moderador
  • Rui Marques, Coordenador do Forum GovInt
Painel de Comentadores
  • Bertília Valadas, Coordenadora do Grupo de Trabalho “Ruído”; Engenheira do Ambiente na Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente
  • Filipa Domingos, Co-coordenadora do Grupo de Trabalho “Crianças e Jovens em Risco/Perigo”; Presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ Amadora)
  • Luísa Veloso, Co-coordenadora do Grupo de Trabalho “Desemprego e Desigualdade Sociais: desafios para Governação Integrada”; Docente no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE – IUL) e Investigadora no CIES - IUL
  • Maria João Freitas, Coordenadora do Grupo de Trabalho “Abordagens Colaborativas/Participação”; Socióloga Investigadora no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)
  • Mário Rui André, Coordenador do Grupo de Trabalho “Envelhecimento/Políticas Integradas para a Longevidade”; Sociólogo na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML)
  • Paula Nanita, Coordenadora do Grupo de Trabalho “Liderança”; Administradora Executiva da Fundação Nossa Senhora do Bom Sucesso
  • Paulo Teixeira, Coordenador do Grupo de Trabalho “Avaliação”; Consultor e Formador; Sócio-gerente da Logframe
18h15
20h00

Jantar

Jantar de homenagem ao Juiz Conselheiro
Dr. Armando Leandro, pioneiro da Governação Integrada em Portugal
31 Janeiro - 09h00

Sessões paralelas I

(A decorrer no Cinema S. Jorge, Atmosfera M e Casa-Museu Medeiros e Almeida)
Apresentação de resultados concretos dos diferentes Grupos de Trabalho do Forum GovInt e das possibilidades da sua aplicabilidade.

I – Gostava de ser liderado por si?

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Liderança”
Dinamizadores
  • Vítor Sevilhano, Diretor Executivo da Escola Europeia de Coaching
  • Cristina Ferreira, Economista
  • José Bleck, Consultor e Professor Convidado da Universidade NOVA IMS

II – Matriz GovInt para a promoção do envelhecimento na comunidade

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Envelhecimento/Políticas Integradas para a Longevidade”
Coordenador do GT “Envelhecimento/Políticas Integradas para a Longevidade”
  • Mário Rui André, Sociólogo na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML)

III – E que tal se avaliássemos?

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho "Avaliação"
Coordenador do GT “Avaliação”
  • Paulo Teixeira, Consultor e Formador; Sócio-gerente da Logframe
Dinamizadores
  • Paulo Teixeira , Logframe - Consultoria e Formação, Lda
  • João Mourato, ICS - Instituto de Ciências Sociais
  • Ana Oliveira, Universidade Católica Portuguesa
  • Catarina Cruz, EAPN Portugal

IV – Temos solução para o ruído?

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Ruído”
Moderadora
  • Luísa Schmidt, Socióloga Investigadora Principal no Instituto Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
Oradora e Coordenadora do GT “Ruído”
  • Bertília Valadas, Engenheira do Ambiente na Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente
10h45
11h15

Sessões paralelas II

(A decorrer no Cinema S. Jorge, Atmosfera M e Casa-Museu Medeiros e Almeida)

I – E que tal colaborar? O desafio do selo protetor

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Crianças e Jovens em Risco/Perigo”
Equipa Coordenadora do GT “Crianças e Jovens em Risco/Perigo”
  • Filipa Domingos, Presidente da CPCJ Amadora
  • Filipa Pancada Fonseca, Psicóloga Clínica no Hospital Fernando Fonseca, Núcleo Hospitalar de Apoio à Criança e Jovem em Risco
  • Joana Garcia da Fonseca, Técnica Superior de Psicologia na Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ)
Painel de Convidados
  • CPCJ:
  • Ana Moreira - CPCJ Sintra Ocidental
  • Ana Neves - CPCJ Amadora
  • Ana Zina - CPCJ Cascais
  • Isabel Ranito - CPCJ Oeiras
  • Sandra Feliciano - CPCJ Sintra Oriental
  • Agrupamentos de Escolas dos projetos piloto:
  • Angelina Costa
  • Bruno Batista
  • Carmen Mariano
  • Gabriela Moreira
  • Mafalda Gomes
  • Paula Pinto

II – Colaboratórios

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Abordagens Colaborativas/Participação”
Facilitadores
  • Maria João Freitas, Coordenadora do GT “Abordagens Colaborativas/ Participação”; Socióloga Investigadora no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)
  • Álvaro Cidrais, Geógrafo; Representante do Fórum Cidadania & Território
  • Lia Vasconcelos, Arquiteta; Professora na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT – UNL)
  • Joana Pinheiro, Economista; Dinamizadora de redes
  • Roberto Falanga, Investigador de Pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS - ULisboa)
  • Helena Farrall, Professora no Centro de Estudos de Sociologia da Universidade Nova de Lisboa (CESNOVA)
  • Teresa Ramos, Coordenadora do GACG da Câmara Municipal de Cascais
  • Isabel Rebelo, Consultora, Cooperativa SEIES
  • Isabel Sousa, Assistente social; Professora no ISSS – Universidade Lusíada de Lisboa, Investigadora do CLISSIS
  • Micael Sousa, Doutorando em Planeamento do Território; Ativista de jogos de tabuleiro modernos

III – O líder GovInt: Sistémico e Colaborativo

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Liderança”

Dinamizadoras
  • Ana Simaens, Professora Auxiliar no ISCTE – IUL
  • Mariana Cortez, Formadora no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP-ULisboa); Docente na Escola Superior de Educação João de Deus

IV – Eu conto! – Experiências e perceções sobre o trabalho e o desemprego na primeira pessoa

Sessão organizada pelo Grupo “Desemprego e Desigualdades Sociais: desafios para a Governação Integrada”
Coordenadoras do GT “Desemprego e Desigualdades Sociais: desafios para a Governação Integrada”
  • Luísa Veloso, Docente no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE – IUL) e Investigadora do CIES-IUL
  • Elsa Mano, Técnica Superior do Departamento de Emprego no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP)
Oradoras
  • Liliana Pinto, Técnica do Acordo de Cooperação EAPN Portugal e IEFP
  • Catarina Sales Oliveira, Professora na Universidade da Beira Interior e investigadora do CIES-IUL
  • Maria de Fátima Paulo, Consultora de Recursos Humanos
  • Ana Paula Marques, Professora na Universidade do Minho; Investigadora no CICS-NOVA
  • Sofia Cruz, Professora na Faculdade de Economia da Universidade do Porto e Investigadora do Instituto de Sociologia da Universidade do Porto
Eu conto!, mesa-redonda sobre desemprego e desigualdades sociais
  • Bruno Pires, Finalista do mestrado em Sociologia
  • Francisca Silva, Mestranda em Economia Social; Animadora de GEPE Porto
  • Solange Melo, Psicóloga; Animadora de GEPE Porto
Moderador
  • Murta Rosa, Vice-presidente da EUIESA

V – E que tal se colaborássemos ainda mais e melhor na prevenção da violência de género?

Sessão organizada pelo Grupo “Violência de Género e Familiar”

Coordenadora do GT “Violência de Género e Familiar”
  • Dália Costa, Professora no Instituto Superior de Ciências de Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP – ULisboa)
14h30

As Autarquias Locais e o Ano Nacional da Colaboração - 2019

Intervenção

Carlos Miguel, Secretário de Estado das Autarquias Locais

15h00

Sessão plenária V

"Mapa Interativo"

O Mapa Interativo da SCML é um projeto experimental desenvolvido pelo IPAV, em estreita colaboração com a SCML através das 10 UDIP’s partindo da sua observação relativamente à rede de instituições identificadas em cada área territorial.

Intervenientes
  • Fernando Pinto, Diretor da Unidade de Desenvolvimento e Intervenção de Proximidade Avenidas
  • Rui Nunes da Silva, Secretário Geral do IPAV
15h30

Sessão plenária VI

“E se colaborássemos?... O papel da liderança sistémica”

Os processos colaborativos de governação integrada exigem modelos de liderança claramente diferenciados do modelo hierárquico, tipo da burocracia. Qual o papel dos líderes para que possa existir e ter sucesso um processo colaborativo?

Keynote Speaker
  • Sue Goss, Diretora do Office for Public Management (OPM - Inglaterra)

“O poder da colaboração: uma perspetiva a partir do Brasil”

Keynote speaker
  • Izabella Ceccato, Empreendedora Social e Fundadora da Iniciativa “O Poder da Colaboração” (Brasil)
16h30

Sessão plenária VII

“2019 - Ano Nacional da Colaboração: Que prioridades? Que desafios?”

Apresentação da iniciativa (e de alguns dos seus promotores) e painel de comentadores de vários setores, que apresentem a sua perspetiva quanto a prioridades e desafios no domínio da colaboração que devem ser tidos em conta em 2019.

Moderadora
  • Margarida Pinto Correia, Diretora de Inovação Social da Fundação EDP
Painel de Comentadores
  • Hermano Carmo, Professor Catedrático no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa
  • Paula Guimarães, Diretora da Fundação Montepio
  • Luís Roberto, Vice-presidente do GRACE
  • Rosário Farmhouse, Presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ)
  • Sérgio Cintra, Administrador da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML)
18h00

Encerramento

  • Paula Marques, Vereadora da Câmara Municipal de Lisboa - Pelouro da Habitação e Desenvolvimento Local
  • Rui Marques, Coordenador do Forum para a Governação Integrada (Forum GovInt)

SESSÕES PARALELAS I

I – Gostava de ser liderado por si?

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho "Liderança".


Sinopse:

Um líder nasce ou faz-se? Ao longo desta sessão procuraremos entender quais os desafios que se colocam ao líder em contexto de governação integrada e as competências que o mesmo tem de ter ou desenvolver para ser eficaz e reconhecido na sua função de liderança.

E para que serve um Modelo de Competências? Ele, em conjunto com o PDC-LC (Programa de Desenvolvimento de Competências – Liderança Colaborativa), são a base para os processos de recrutamento, formação, progressão e avaliação de desempenho, daqueles que detiverem responsabilidades de liderança. Os autores –Vítor Sevilhano, Cristina Ferreira e José Bleck – irão apresentar um modelo possível de competências desenvolvido especificamente para contextos de governação integrada, bem como uma proposta de Programa de Desenvolvimento de Competências em Liderança. A apresentação/interação junto dos participantes, procurará explorar os desafios que se colocam às organizações na sua implementação.

Dinamizadores
  • Vítor Sevilhano, Diretor Executivo da Escola Europeia de Coaching
  • Cristina Ferreira, Economista
  • José Bleck, Consultor e Professor Convidado da Universidade NOVA IMS

II – Matriz GovInt para a promoção do envelhecimento na comunidade

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Envelhecimento/Políticas Integradas para a Longevidade”
Coordenador do GT “Envelhecimento/Políticas Integradas para a Longevidade”
  • Mário Rui André, Sociólogo na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML)

Descarregar PDF

III – E que tal se avaliássemos?

Organização da sessão a cargo do Grupo de Trabalho “Avaliação”
Coordenador do GT “Avaliação”
  • Paulo Teixeira, Consultor e Formador; Sócio-gerente da Logframe
Dinamizadores
  • Paulo Teixeira , Logframe - Consultoria e Formação, Lda
  • João Mourato, ICS - Instituto de Ciências Sociais
  • Ana Oliveira, Universidade Católica Portuguesa
  • Catarina Cruz, EAPN Portugal

IV – Temos solução para o ruído?

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Ruído”.


Sinopse:

Na percepção do público o Ruído Ambiente é um dos maiores problemas ambientais da União Europeia, que persiste e se agrava no nosso país. Reconhecendo que se trata de um problema ambiental complexo, o tema foi selecionado para o projeto-piloto GovInt desenvolvido em 2016/2017. O projeto teve como objetivo promover a concertação de esforços entre as entidades envolvidas na gestão do Ruído Ambiente, desenvolvendo um trabalho colaborativo. O Grupo de Trabalho elaborou o Mapa do Problema, o Mapa das Soluções e, como produto final, elencou um conjunto de recomendações a endereçar ao Governo.

Na Sessão Paralela dá-se nota dos contornos do projeto e resumem-se os resultados encontrados pelo Grupo de Trabalho.

A sessão reserva espaço para discussão. Pretende-se iniciar uma reflexão alargada sobre problema e soluções, que contribua para a construção de uma sociedade mais informada, envolvida e sustentável.

Moderadora
  • Luísa Schmidt, Socióloga Investigadora Principal no Instituto Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
Oradora e Coordenadora do GT “Ruído”
  • Bertília Valadas, Engenheira do Ambiente na Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente
Descarregar PDF

SESSÕES PARALELAS II

I – E que tal colaborar? O desafio do selo protetor

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Crianças e Jovens em Risco/Perigo”


Sinopse

O projeto “Selo Protetor: Sistema Integrado de Gestão de Risco” é uma proposta de auto-diagnóstico e capacitação dirigida às entidades com competência em matéria de infância e juventude, no âmbito da proteção e promoção dos Direitos da Criança. Nesta sessão vamos partilhar as lições aprendidas na área da educação, com as experiências-piloto desenvolvidas em seis escolas nos territórios da Amadora, Sintra, Oeiras e Cascais. Contaremos também com uma equipa “curiosa” que irá comentar os resultados, colocando diferentes chapéus (estilos de pensamento) para refletir: Quais são os benefícios? Quais são os riscos? São necessárias alterações? O que é que conseguimos até agora? O que devemos fazer a seguir?

Equipa Coordenadora do GT “Crianças e Jovens em Risco/Perigo”
  • Filipa Domingos, Presidente da CPCJ Amadora
  • Filipa Pancada Fonseca, Psicóloga Clínica no Hospital Fernando Fonseca, Núcleo Hospitalar de Apoio à Criança e Jovem em Risco
  • Joana Garcia da Fonseca, Técnica Superior de Psicologia na Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ)

Painel de Convidados
  • CPCJ
  • Ana Moreira - CPCJ Sintra Ocidental
  • Ana Neves - CPCJ Amadora
  • Ana Zina - CPCJ Cascais
  • Isabel Ranito - CPCJ Oeiras
  • Sandra Feliciano - CPCJ Sintra Oriental
  • Agrupamentos de Escolas dos projetos piloto
  • Angelina Costa
  • Bruno Batista
  • Carmen Mariano
  • Gabriela Moreira
  • Mafalda Gomes
  • Paula Pinto

II – Colaboratórios

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho "Abordagens Colaborativas/Participação".


Sinopse:

Quantas vezes já se confrontou com a infindável lista de “dependes” inerentes às abordagens colaborativas, quase ao ponto de desesperar? Quantas vezes já se sentiu perdida/o na teia irrequieta e, tantas vezes, nublosa de uma dinâmica colaborativa? Quantas vezes se sentiu (des)confortável na montagem de uma dinâmica colaborativa? Quantas vezes…? Nesta sessão iremos promover “colaboratórios” de exploração das “entranhas” de dinâmicas colaborativas, utilizando um registo “cool” de “serious game” presencial.

Facilitadores
  • Maria João Freitas, Coordenadora do GT “Abordagens Colaborativas/ Participação”; Socióloga Fundadora no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)
  • Álvaro Cidrais, Geógrafo; Representante do Fórum Cidadania & Território
  • Lia Vasconcelos, Arquiteta; Professora na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT – UNL)
  • Joana Pinheiro, Economista; Dinamizadora de redes
  • Roberto Falanga, Investigador de Pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS - ULisboa)
  • Helena Farrall, Professora no Centro de Estudos de Sociologia da Universidade Nova de Lisboa (CESNOVA)
  • Teresa Ramos, Coordenadora do GACG da Câmara Municipal de Cascais
  • Isabel Rebelo, Consultora, Cooperativa SEIES
  • Isabel Sousa, Assistente social; Professora no ISSS – Universidade Lusíada de Lisboa, Investigadora do CLISSIS
  • Micael Sousa, Doutorando em Planeamento do Território; Ativista de jogos de tabuleiro modernos

III – Líder GovInt: Sistémico e Colaborativo

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho "Liderança".


Sinopse:

Ao longo da sessão procuraremos entender os desafios, no contexto degovernação integrada, em termos de liderança das organizações de forma individual e liderança das redes de forma integrada, uma vez que estes desafios não se concretizam no seio de uma organização, mas sim num contexto de redes e de interações entre múltiplas organizações, eventualmente de natureza jurídica distinta e/ou fazendo parte de vários setores. Animados por um Propósito Comum, capazes de ler e compreender a(s) realidade(s) de forma holística, tal como se apresenta(m) ao longo do tempo e nas suas múltiplas formas, alavancando a partir da diversidade, dotados de uma resiliência invulgar e capazes de criar um ambiente de confiança e de colaboração, que tipo de líderes são estes? A nossa resposta é 'sistémicos e colaborativos'. Qual é sua?"

Dinamizadoras
  • Ana Simaens, Professora Auxiliar no ISCTE – IUL
  • Mariana Cortez, Formadora no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP-ULisboa); Docente na Escola Superior de Educação João de Deus

IV – Eu conto! – Experiências e perceções sobre o trabalho e o desemprego na primeira pessoa

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho "Desemprego e Desigualdades Sociais: desafios para a Governação Integrada".


Sinopse:

A sessão visa apresentar o trabalho desenvolvido pelo grupo de trabalho (GT) “Desemprego e Desigualdades Sociais: desafios para a Governação Integrada (DESGOV)” entre março e dezembro de 2017.

Tendo por base a questão de partida “De quem estamos a falar quando falamos de desempregados/as?” a análise visa desconstruir preconceitos em torno das pessoas em situação de desemprego, fazendo-o através do debate de ideias e da compreensão prática sobre o que os conceitos significam na vida diária das pessoas. A partir da análise de experiências individuais de desemprego e de fragilidade social, recolhidas com base num conjunto de grupos focais e de entrevistas, propõe-se debater e colocar à discussão recomendações para a governação integrada no quadro da temática em análise.

Propomos o lema “Eu Conto!” assumindo que quando falamos de desemprego falamos de pessoas mais do que de números e a realidade que os números nos apresentam é apenas uma parte, ainda que importante, de toda a realidade deste fenómeno. Assim, “Eu Conto!”, porque se trata de um processo em que as próprias pessoas em situação de desemprego contam as suas histórias e, com esse conto, contribuem para um conhecimento prático do fenómeno e apelam a que, efetivamente, sejam tidas como elementos que contam na nossa sociedade.

Coordenadoras do GT “Desemprego e Desigualdades Sociais: desafios para a Governação Integrada”
  • Luísa Veloso, Docente no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE – IUL) e Investigadora no CIES-IUL
  • Elsa Mano, Técnica Superior do Departamento de Emprego no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP)
Oradoras
  • Liliana Pinto, Técnica do Acordo de Cooperação EAPN Portugal e IEFP
  • Catarina Sales Oliveira, Professora na Universidade da Beira Interior e investigadora do CIES-IUL
  • Maria de Fátima Paulo, Consultora de Recursos Humanos
  • Ana Paula Marques, Professora na Universidade do Minho; Investigadora no CICS-NOVA
  • Sofia Cruz, Professora na Faculdade de Economia da Universidade do Porto e Investigadora do Instituto de Sociologia da Universidade do Porto
Eu conto!, mesa-redonda sobre desemprego e desigualdades sociais
  • Bruno Pires, Finalista do mestrado em Sociologia
  • Francisca Silva, Mestranda em Economia Social; Animadora do GEPE Porto
  • Solange Melo, Psicóloga; Animadora do GEPE Porto
Moderador
  • Murta Rosa, Vice-presidente da EUIESA
Membros
  • Luísa Veloso, docente ISCTE-IUL/ investigadora CIES, IUL (coordenadora)
  • Elsa Mano, Técnica Superior no IEFP (coordenadora)
  • Ana Paula Marques, docente Universidade do Minho, investigadora no CICS-NOVA
  • Catarina Sales Oliveira, professora na UBI e investigadora do CIES-IUL
  • Cristina Rodrigues, IEFP
  • Liliana Pinto, técnica do Acordo de Cooperação EAPN Portugal e IEFP, IP
  • Maria Fátima Marques Paulo, Consultora e Formadora RH e Comportamental
  • Murta Rosa, Vice-presidente da EUIESA
  • Natália Alves, docente e investigadora do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, UIDEF
  • Paula Rocha, aluna de doutoramento, Universidade de Aveiro
  • Rosário Mauritti, docente, ECS, Universidade de Évora, investigadora, CIES-IUL
  • Sofia Cruz, professora na Faculdade de Economia da Universidade do Porto e investigadora do Instituto de Sociologia da Universidade do Porto

Descarregar PDF

V – E que tal se colaborássemos ainda mais e melhor na prevenção da violência de género?

Sessão organizada pelo Grupo de Trabalho “Violência de Género e Familiar”.


Sinopse:

O tema central da sessão paralela promovida pelo Grupo de Trabalho sobre Violência de Género é “E que tal se colaborássemos ainda mais e melhor na prevenção da violência de género”, partindo da ideia de que a cooperação interinstituicional existia, no plano informal. Colaborar ainda mais é a experiência que algumas parcerias dedicadas à prevenção e intervenção em situações de violência de género e doméstica, vão partilhar, permitindo-nos assim debater o aprofundamento da governação integrada e a qualidade na colaboração.

Moderação
  • Dália Costa, Professora Auxiliar no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP – Ulisboa)
Participação
  • CooLabora
  • TAIPA
  • CIG

Descarregar PDF

Convite Jantar Homenagem

EDIÇÕES ANTERIORES

Telma Guerreiro nasceu a 14 de junho de 1977, em Odemira.
É licenciada em Psicologia na área da Psicologia Clínica.
Pós-graduada em Psicologia Comunitária.

Especialista em Psicologia do Trabalho, Social e das Organizações, certificada pela Ordem de Psicólogos Portugueses. Especialista em Psicologia Comunitária, certificada pela Ordem de Psicólogos Portugueses. No período compreendido entre 2006 e 2017 ocupou o cargo de Presidente da Direção da TAIPA – Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Integrado do Concelho de Odemira.

Entre 2010 e 2017 desempenhou o cargo de Vice-Presidente da Associação de Paralisia Cerebral de Odemira. Experiencia profissional (Centro Comunitário PARAGEM da Moita; ARISCO – IPSS; TAIPA, CRL.), de formadora, de técnica em desenvolvimento de projetos de intervenção e animação comunitária, prevenção primária e educação. Gestão de recursos humanos e de equipas, coordenação e elaboração de candidaturas a fundos comunitários e outras medidas.

Atualmente Vereadora no Município de Odemira com responsabilidade nas seguintes áreas: Recursos Humanos, Educação, Participação Cívica, Educação Ambiental, Desporto e Juventude.